06 outubro 2010

Meia Maratona de Ovar 2010

Pelo segundo ano consecutivo desloquei-me a Ovar para participar na famosa e cada vez mais concorrida Meia Maratona. Tal como no ano anterior fui na inestimável companhia do Meixedo! Um abraço para ele!

Esta prova reúne bastantes virtudes como o excelente percurso, bastante apoio do público e um autêntico cabaz de ofertas no final, no entanto peca noutros pormenores que para mim são essenciais e que passam simplesmente pela inexistência de controlo electrónico. É verdade que enviaram um mail a informar que devido à conjuntura económica não tiveram possibilidade de implementar esta facilidade, mas não fiquei convencido. Menos convencido fiquei no final, com o controlo das pulseiras que é inexistente e com a forma como fazem a seriação dos atletas na chegada à meta.
De negativo também assinalo a partida feita numa rua estreita para tantos participantes, de qualquer forma não será por isto que deixarei de participar em 2011.

Quanto à minha prova os objectivos era claros:
  • Fazer um primeiro teste para decidir sobre a presença na Maratona do Porto.Apesar de ter continuado a treinar não tenho feito treino específico para a Maratona, ou seja, treinos longos que visem preparar as pernas e a mente para desafiar a distância. O ano passado entre Julho e Setembro fiz quase 900 Km de treino. Este ano cerca de 100 km em 4 meses embora muito cross-training (bike e natação).
  • Mesmo com pouco treino sentia-me preparado para a Meia Maratona , pelo que estava na ideia de tentar fazer uma média de 4m10s/km.
  • Por terceiro estava decidido a fazer melhor que no ano passado (1h29m)

Durante o aquecimento encontrei um antigo amigo de escola que vai correr a primeira Maratona. Pelo entusiasmo que tenho visto creio que vai ser novamente batido o record de participações!

Sem planearmos nada em concreto acabamos por fazer a prova juntos no chamado split negativo, i.e., na primeira parte da prova e como saímos do meio do pelotão foi impossível andar mais depressa, mas assim que tivemos terreno livre conseguimos manter um ritmo bastante positivo que nos permitiu concluir com 1h26m19s (tempo de relógio). Acabou por ser um excelente teste e apesar de hoje sentir algumas dores musculares nos gémeos creio que no próximo domingo estou apto para encarar a Meia Maratona Sport Zone.

Resultados
Fotos

Percurso no Garmin Connect com parciais e Altimetria,

8 comentários:

Jordão Alves disse...

Parabens pelo resultado .
Se for a Nazare deveremos nos encontrar por la , até la bons treinos...
Abraço.

Fernando Andrade. disse...

Parabéns pelo desempenho, Mark.
Ovar tem, de facto, uma das melhores Meias do País a justificar uma atenção especial à modernização do controlo dos atletas. Mas a Organização é soberana e terá todo o interesse em ir ao encontro do que fôr melhor para os atletas dentro das condições que tem. Gosto muito de lá ir, mas infelizmente este ano não deu. Um grande abraço para ti e outro para o Meixedo.

joaquim adelino disse...

Olá amigo Mark, parabéns pela excelente prova.
Ainda falta 1 Mês para a Maratona e com algumas provas e treinos certamente as coisas vão melhorar.
Vêmo-nos por lá.
Abraço.

João Correia disse...

Ai quem me dera fazer 1:26 numa meia...nem que fosse em ponto cruz.

Abraço, Velhote (gosto mesmo deste teu apelido).

António Almeida disse...

Olá Mark
vejo que continuas a não saber correr devagar, gostava de me cruzar de novo vontigo ali para a Ribeira.
Abraço.

luis mota disse...

Olá MarK!
De regresso às longas distâncias a caminho da Maratona. Parabéns pelo resultado alcançado.
Eu gosto muito desta prova e é para mim de presença obrigatória.
Ainda ponderei ir à meia-sport zone, mas não dá. Vou no dia anterior com a equipa a São João da Madeira (é pena serem só 8 Km).
Grande abraço e boa prova no domingo,
Luís Mota

BritoRunner disse...

Sim senhor

Penso que a Maratona não será um objectivo difícil, no entanto se tens menos kms terás de fazer uma gestão do esforço para que a parte final não seja em quebra.

Abraço bons treinos e saudações Maratonisticas

Triatleta disse...

Com um ritmo mais contido, e uma nutroção adequado, a chegada à meta da Maratona do Porto é, de todo, possível.

Bons treinos.