26 março 2011

Triatlo Alpiarça 2011

O Triatlo de Alpiarça Tecnorém (coloco aqui o link para esta empresa dado que acho que se deve destacar o apoio dado ao evento), teve como prova principal a primeira etapa da Taça de Portugal e consistiu na distãncia Sprint (750m+20K
+5K). Organização irrepreensível por parte da Federação com excepção da secretaria (onde apenas vislumbrei 1 pessoa a efectuar o atendimento).

Foi a minha primeira participação com as cores do Porto Runners Triatlo e foi com imenso orgulho que me incluí no grupo de 13 atletas que se deslocaram a Alpiarça.
Dificilmente poderiam existir melhores condições climatéricas dado que esteve um perfeito dia de Primavera, com uma temperatura excelente, ideal para receber perto de 400 tri-atletas!

Desloquei-me bem cedo (7h) na companhia do Jorge Carneiro que me foi dando indicações sobre a sua experiência no ano transacto. Ao chegar encontramos o Leandro que por sorte já tinha levantado os dorsais e isso evitou uma longa espera na fila de secretariado.

Encontramos o Miguel Torres e lá fomos colocar o material no Parque de Transição. A presença de tantos colegas de equipa ajudou a disfarçar o nervosismo próprio da prova. Colocado o fato isotérmico, com o calor que estava (22 graus às 11.30), só deu mesmo vontade de mergulhar nas aguas da Barragem dos Patudos (a agua estaria a 17 graus)!

Feito um pequeno aquecimento cheguei à conclusão que devia pelo menos ter feito 1 ou 2 treinos com o fato! Apertava-me um pouco no peito e não me deixava respirar confortavelmente. Deixei-me ficar para trás, porque para além de nadar devagar (muito devagar) queria evitar contactos (leia-se murros e pontapés) desnecessários.


Natação: Dado o tiro de partida arranquei no meu ritmo, mas não conseguia respirar bem. Ainda assim por momentos pensei que ia conseguir ir no fundo do pelotão, mas foi só mesmo o pensamento.

Habituado à linha guia no fundo da piscina dei por mim a nadar aos "S´s" e com isso a perder bastante tempo. Quando levantava a cabeça já ia com o rumo completamente errado... O resultado ainda assim foi dentro do esperado: estava à espera de fazer 20 minutos e acabei por fazer 21. O pior foi a sensação de desconforto e o sentimento de impotência ao observar toda a gente a ir-se embora....

PT1: Saí da agua com algumas tonturas. Senti na pele a passagem do estado horizontal para o estado vertical, outra coisa que já tinha lido, mas que nem sequer me lembrava...
A remoção do fato foi também algo demorada. Só com muito creme hidratante nos tornozelos consegui arrancar o fato. Estimo talvez em 4 minutos a transição para bike. Mas como não levei relógio não tenho forma de saber.

Bike: Entrei no segmento no preciso momento em que os primeiros completaram a primeira volta. Nem nos meus melhores conseguiria ir na roda deles. Ainda me esforcei, mas aquilo é decididamente outro campeonato. Segui sozinho e abandonado até ser chegar um outro grupo grande que também ia num ritmo que não era o meu. Por volta do K7 fui também passado pelo grupo das primeiras senhoras e aí cheguei à conclusão que preciso mesmo de treinar bicicleta e não passear...
E não fui passado por mais ninguém porque entretanto já todos iam terminando os seus segmentos. Salvou-se apenas o facto de fazer a corrida sozinho e sem ajudas ao bom estilo da regras do IronMan (LOL). Terminei com cerca de 45 minutos, tempo que deve incluir a transição , também dentro do que estava à espera.

PT2: Transição rápida e sem demoras, mas bastante custosa quando começo a tentar acelerar.


Run: Sem treinos de transição para a corrida (isto é o verdadeiro amadorismo) só foi mesmo surpresa para mim o facto de não conseguir correr a sério. O terreno não ajudava dado que ao princípio era um misto de terra solta com gravilha.
Como era um percurso de duas volta ainda cheguei a tempo de ver bastante gente na sua primeira (ou segunda) volta. Isso até me motivou um pouco, mas simplesmente não conseguia andar mais depressa. Fui ultrapassando quem me ia aparecendo, mas só ao fazer retorno é que soube quem é que estava na mesma volta do que eu e já eram muito poucos obviamente. Terminei com cerca de 21 minutos o segmento de corrida, desiludido dado que era a parte onde apostava mais e que acabou por ser a que piorei face ao Triatlo de Gaia.

Tempo Total : 1h 28m 27s

Parabéns a todos os atletas e em especial aos Porto Runners

7 comentários:

sica disse...

Espero que tenhas ficado com vontade de fazer outras provas e olha que o único segredo para melhorar é o treino.
um abraço e bons treinos

Mark Velhote disse...

Viva Sica,

Sem dúvida . Venha o próximo!
Coimbra em principio!

Infelizmente até lá o tempo para treinar está reduzido, mas vamos com força!

Abraço

Rui Pena disse...

Boas Velhote...

Parabéns pela tua dedicação.

Vais ver que vais ser recompensado,

Abraço,

Rui

Hugo Gomes disse...

Parabéns pela prova!

Outras se seguirão.

Um abraço!

MPaiva disse...

Mark,

Para quem, ainda há pouco tempo, nem sequer sonhava em conseguir nadar tão grande distância, o simples facto de conseguir fazer uma prova dessas já é uma grande vitória. Tenho a certeza de que, com mais algum treino, vais conseguir melhorar significativamente, tal como te aconteceu com a corrida!

abraço
MPaiva

Triatleta disse...

Mark,

Com dedicação e empenho, de certeza há muito tempo para "cortar" em todas essas fases.

Um abraço.

Henrique disse...

olá Mark,
nada de desanimar. No meu 1º desisti. No 2º acabei com 3 guarda costas para não morrer afogado, e fui o último. perdendo o medo da água e dos pontapés, a coisa começa a melhorar; e claro muito treino nos 3 segmentos, embora para ti só são precisos os 2 primeiros.abraço.henrique