27 dezembro 2008

São Silvestre Gaia 2008 (2)

Antes de mais quero dar os parabéns a todos os atletas que participaram nesta São Silvestre!
As condições meteorológicas convidavam a um fim de tarde no sofá junto à lareira, mas umas centenas de pessoas (atletas e população) desafiaram o frio e a chuva para marcarem presença nesta 6ª edição da São Silvestre de Gaia!

Quanto à prova aproveitei para ganhar mais alguma experiência de participação nestes eventos populares e também para aprender a não descuidar pormenores importantes que vou detalhar adiante.

Como a prova decorria a aprox. 1,5Km de minha casa apenas fui levantar o dorsal por volta das 4h da tarde. Estava frio mas não chovia e se assim se mantivesse já seria excelente...
Entretanto volto para casa e começa uma chuva fraquinha, pelo que decidi levar um corta-vento(impermeável) que normalmente uso nos treinos e que embora tenha ajudado a manter-me seco durante algum tempo me acabou também por atrapalhar o regresso com o capuz a encher-se de vento.

Fiz o aquecimento partindo de casa e cheguei à Ribeira de Gaia por volta das 16.50, confiando que a prova começava às 17h, mas havia ainda a São Silvestre da Pequenada (600m) que dado o mau tempo apenas teve 4 participantes(!!!)!

Aprovetei para continuar o aquecimento (a temperatura não convidava nada a estar parado) e acabei por encontrar o nosso camarada e amigo blogger João Meixedo ao qual me juntei durante resto do warming up.

Nesta fase a chuva já não dava tréguas e acabamos até por aquecer no parque de estacionamento do Cais de Gaia juntamente com a maior parte dos atletas!

Trocamos algumas impressões e acabamos por ficar de combinar alguns treinos conjuntos. Na prova de hoje percebi que o João não ia apostar forte e o meu objectivo era baixar os 43 min, pelo que separamo-nos após o tiro de partida.

Lição nº1: Se quisermos sair forte tentar garantir um lugar próximo da frente do pelotão.
Não que houvesse muita gente (amanhã no Porto é que vai ser), mas o facto de termos de controlar o passo, ter cuidado para não tropeçar em ninguém, ultrapassar, etc. já faz perder alguns segundos.

Lição nº2: apertar sempre bem os atacadores
Tive de parar duas vezes para apertar os atacadores e fiz o último Km com o mesmo atacador desapertado e praticamente a "segurar" a sapatilha. Aqui os facto das sapatilhas estarem molhadas deve ter influenciado, mas de qualquer forma é tão rídiculo com levar o chip no bolso.

Lição nº3: fazer a dança do sol antes de cada prova,
Nas provas onde entrei até agora, recordo-me que nos dias anteriores esteve sempre tempo muito instável, mas no dia das provas o sol brilhou sempre! Desta vez foi ao contrário e para valer...
C-H-U-V-A TIPO CASCALHO a corrida toda! Eu só pensava nos amigos brasileiros a chingarem o calor!
Se para lá o vento ajudou (o percurso era um circuito de ida-volta) no retorno foi para mim um poderoso inimigo (lol , que tragédia).Ou seja, os dois elementos hoje desabaram sobre gaia.

Passei aos 5Km com 21m40s o que já indicava que seria dificil baixar os 43m. Uns metros atrás no controlo, e para cúmulo, deixei cair o elástico que entregavam e lá tive eu de parar mais uns instantes para apanhar o dito...(mais uma na ferradura)!

A partir do 9ºkm acelerei ligeiramente mas as poças de agua no paralelo (e o dito atacador desapertado) não me deixaram fazer melhor! (é claro que este parágrafo é nitidamente uma desculpa por ter sido espectacularmente ultrapassado por um Leão de Kantaoui nos metros finais que fez a prova num ritmo muito bom!).

Resumindo e concluindo: 44m32s o que acabou até por ser positivo face às vicissitudes enunciadas (ah poeta) com direito a chá e bolo rei no final, além da medalha que neste caso foi um bonito azulejo cuja foto podem ver abaixo.



Resultados oficiais no blog Correr Por Prazer!

Até amanhã na São Silvestre do Porto onde sinceramente espero que o São Pedro dê uma ajudinha ao São Silvestre e que pelo menos não chova!

9 comentários:

MPaiva disse...

Mark,
Pelo que vejo a prova não te correu bem. Esses detalhes de que falas são, tipicamente, situações que acontecem por falta de experiência, mas que, estou certo, serão corrigidas com facilidade. Aliás, até acho que é bom acontecerem agora, no início da tua "carreira". Imagina que te eras surpreendido por elas na tua estreia na Maratona???? Isso sim, era dramático...
Por tudo isso, acho que o resultado conseguido é muito positivo, pois esse tempo, com uma média por Km abaixo de 4:30, é bastante bom.
Em resumo, vamos em frente porque amanhã há mais. E na próxima semana ainda há mais!

abraço
MPaiva

Bruno Thomaz disse...

Olha Mark... não sei a intensidade da chuva, mas rezo para que ela venha para São Paulo no dia 31 hehehehe.... gostaria de correr a São Silvestre sob chuva!!

Até pq tenho que fazer jus ao nome do meu blog né??

Abraços

joaquim adelino disse...

Olá amigo Mark
Há dias assim, tudo nos corremal (passe no meu blog e veja o que me aconteceu também).
Eu quando treinava os mais pequenos, em tempos idos, uma das
das coisas que eu tinha que lhes ensinar era essa dos atacadores. Ao fim de algum tempo isso resultou, e não me peocupei mais, mas um deles ainda hoje continua com muita frequência a andar com um sapato sempre desatado, é o meu filho Hugo que também corre.
Temos de insistir não é?.
Sobre a prova e com tantos azares até foi um excelente tempo. boa sorte para a S. Silvestre do Porto.
Um abraço meu amigo.

Vitor disse...

Biba Mark

É curioso que também estive na S. Silvestre de Gaia, tive o nº. de dorsal muito próximo do teu e chegamos dentro do mesmo minuto.

Estava à espera de ter as classificações logo após a prova, tal como me prometeu a empresa organizadora, mas continuo à espera, como aliás todos nós.

Espero que as mesmas cheguem depressa pois os acessos ao meu blog são indicadores da vontade do pessoal em saber os tempos.

Esperemos que no Porto o tempo (metereológico) ajude, pois o outro a gente trata de o encurtar o mais que pudermos.

Amanhã, é a minha vez de ir a pé para a prova :-)

Cumprimentos

Vitor Dias
www.correrporprazer.com

João Meixedo disse...

Excelente descrição da coisa, Mark, a única coisa que não corresponde à verdade é que eu tenha feito a prova a ritmo de treino. Esforcei-me bem. Conheço-me é bem e sei que não estou num bom momento de forma, é só.
Hoje parece que a chuva se vai manter longe, por isso força aí logo à noite para bater os tais 43.
Abraço e até logo.

Vitor disse...

Caros:

Acabei de publicar os resultados desta prova:

http://www.correrporprazer.com

Cumprimentos

Mark Velhote disse...

João,

já corrigi! era para ser um elogio, mas depois de reler realmente não soa muito bem !

abraço e até logo

João Meixedo disse...

Obrigado, Vitor.

João Meixedo disse...

ps. eu percebi que era para ser um elogio, Mark, eu é que sou um gajo modesto ;)