05 dezembro 2008

Lisboa

Este dois últimos dias tive oportunidade de treinar em Lisboa, mais exactamente no Parque das Nações, entre o Oceanário e o Rio Trancão. A hora de treino foi sempre entre as 18.30-20h e sempre com a chuva como companheira.
Ao contrário do que estava â espera face à proximidade da Maratona de Lisboa e também contrariamente ao que acontecia nos meses de Verão, em que o percurso estava repleto de corredores, só me cruzei com cinco ou seis pessoas!!
O facto de a data estar próxima já motiva possivelmente que muitos atletas estejam já em repouso activo e também é verdade que a chuva não ajuda! Ao menos o frio desapareceu com a chegada da chuva o que me permitiu que a molha fosse mais fácil de suportar.

Quanto aos treinos propriamente ditos foram cada um de 8km a uma média de 5km/min o que até foi satisfatório tendo em conta que correr em piso empedrado molhado, terra batida com muitas poças, madeira molhada,etc. exige cuidados redobrados de modo a evitar as desagradáveis quedas!
No final e como indicador relativamente ao meu estado de forma pude constatar uma evidência assinalável relativamente aos treinos que aqui fazia no Verão (Agosto). Ao chegar ao Hotel opto sempre por subir as escadas em corrida (trote), mas enquanto há 4 meses chegava ao 3º piso e já ia a passo , neste momento já consigo chegar ao 7º piso sem dificuldades de maior. Pode parecer rídiculo, mas estes pequenos avanços são demonstrativos.

Bons treinos para todos e BOA SORTE para aqueles que vão cumprir a Maratona e 1/2 Maratona de Lisboa! FORÇA !

2 comentários:

luis mota disse...

Olá MarK!
A zona do Parque das Nações é um excelente local para treinar. Já lá corri várias vezes e, em dia de Sol, gosto bastante de dar um passeio em família no local.
Obrigado pelas palavras de encorajamento para a Maratona de Lisboa. Faço votos, que a Volta a Paranhos corra de acordo com as suas expectativas.
Boas corridas,
Luís Mota

Ricardo Francisco disse...

Mark,

Agradeço-lhe as palavras de incentivo para a prova de amanhã. Vamos ver o que sairá dali! Espero que um dia nos cruzemos por uma prova por aí quem sabe até numa São Silvestre.

Um abraço e bons treinos
Ricardo Francisco